Ponto do Encanador inaugura Centro de Distribuição em Paulínia

O galpão de logística do Ponto do Encanador em Paulínia.
O galpão de logística do Ponto do Encanador em Paulínia.

Em momentos de instabilidade política e econômica são os empreendedores que mantém a roda do país girando. O Ponto do Encanador, parceiro da Tigre e da Deca, trouxe para Paulínia toda a sua divisão de logística, com projeto do arquiteto Jean Tosetto.

O ano de 2016 foi muito promissor para o Ponto do Encanador, mesmo com o cenário econômico totalmente adverso no Brasil, que ingressou numa recessão a partir do segundo semestre de 2014, da qual só deu sinais de recuperação no início de 2018.

Para muitos, 2016 foi o pior ano das últimas décadas no mercado da construção civil, mas neste mesmo período o Ponto do Encanador – cuja loja fica na Avenida Albino J. B. de Oliveira, 2141 em Barão Geraldo, distrito de Campinas – ingressou no rol dos dez maiores revendedores de produtos Tigre em todo o país.

A Tigre é uma empresa multinacional brasileira presente em 40 países, líder no mercado de tubos e conexões, com nove fábricas em território nacional e 13 plantas no exterior gerando sete mil empregos diretos. Portanto, o feito do Ponto do Encanador é digno de nota.

Mas não foi apenas por isso que o Ponto do Encanador teve um ano marcante. A marca de 2016 foi pintada com as cores da ousadia quando dois lotes foram adquiridos no Clip – Centro Logístico Integrado de Paulínia, para o desenvolvimento de um ambicioso projeto para o centro de logística e distribuição da loja para toda a região de Campinas.

Instalações elétricas aparentes e blocos de vedação sem reboco, sobre piso de cimento queimado na sala de administração do centro de distribuição: uso racional dos recursos de ampliação das operações do Ponto do Encanador.
Instalações elétricas aparentes e blocos de vedação sem reboco, sobre piso de cimento queimado na sala de administração do centro de distribuição: uso racional dos recursos de ampliação das operações do Ponto do Encanador.

O mezanino do galpão do Ponto do Encanador está preparado para a geração de novos postos de trabalho, preservando o conceito de austeridade da empresa.
O mezanino do galpão do Ponto do Encanador está preparado para a geração de novos postos de trabalho, preservando o conceito de austeridade da empresa.

Acelerando sem parar

Enquanto muitas obras diminuíam de ritmo ou simplesmente estacionavam por falta de recursos ou receio dos investidores, o Ponto do Encanador contratou nosso escritório para elaborar as linhas mestras do grande galpão que abrigaria o estoque da empresa.

Como 97% dos produtos comercializados pelo Ponto do Encanador não é perecível, a estratégia de construir um centro de logística em Paulínia incluía o investimento na compra de grande quantidade de produtos para instalações hidráulicas, elétricas e acabamentos.

O raciocínio adotado foi que estes produtos estariam mais em conta na fonte durante a crise que, num país de grande porte como o Brasil, não duraria para sempre. Cedo ou tarde as pessoas voltariam a construir e o Ponto do Encanador assumiu o compromisso de ser um fornecedor de materiais altamente competitivo durante a retomada da economia.

O reconhecimento da Tigre por ocasião da inauguração do Centro de Distribuição do Ponto do Encanador em Paulínia, em setembro de 2017.
O reconhecimento da Tigre por ocasião da inauguração do Centro de Distribuição do Ponto do Encanador em Paulínia, em setembro de 2017.

O Ponto do Encanador foi vencedor do prêmio "Parceiro Destaque" da Deca & Hydra na região de São Paulo em 2017.
O Ponto do Encanador foi vencedor do prêmio "Parceiro Destaque" da Deca & Hydra na região de São Paulo em 2017.

Quando menos é mais

Honrando a confiança em nós depositada, tivemos a ousadia de propor uma redução no perímetro do galpão, reduzindo sua área construída e consequentemente abrindo mão de parte de nossa remuneração.

Explicamos: no regulamento do Clip, em consonância com as leis de uso e ocupação do solo em Paulínia, existem dois regimes de recuos frontais, laterais e de fundos – todos obrigatórios. Os recuos para áreas estritamente comerciais são menores, mas nós recomendamos respeitar os recuos adotados para uso industrial, de medidas mais restritivas.

Com isso, no longo prazo, as instalações do Ponto do Encanador poderão, eventualmente, servir para instalações fabris. A versatilidade na construção civil é um atributo muito importante, que se impõe sobre expectativas de retorno no curto prazo.

Poderíamos omitir esta informação do contratante, ganhando mais inicialmente, mas perdendo um parceiro para sempre, quando este descobrisse que não teria permissões para fazer uso industrial de um investimento tão vultoso.

Mesmo com as restrições maiores, o projeto do galpão do Ponto do Encanador atingiu o patamar de 1.627 m², cujas informações complementares já foram publicadas em nosso site.

A escadaria diante do hall de recepção tem espaço reservado para um elevador de pedestres a ser estruturado na empena lateral de concreto armado aparente.
A escadaria diante do hall de recepção tem espaço reservado para um elevador de pedestres a ser estruturado na empena lateral de concreto armado aparente.

A correta interpretação da topografia do terreno permitiu o desenho de uma doca de piso rebaixado em relação ao nível principal do galpão, facilitando a movimentação de mercadorias.
A correta interpretação da topografia do terreno permitiu o desenho de uma doca de piso rebaixado em relação ao nível principal do galpão, facilitando a movimentação de mercadorias.

Trabalho de equipe

Obviamente, num projeto desse porte, não trabalhamos sozinhos. Contamos inicialmente com a consultoria do engenheiro civil Nestor Coelho, que coordenou a elaboração dos projetos de instalações elétricas, a cargo do engenheiro eletricista Sylvio Zanetti; e das instalações hidráulicas, a cargo do engenheiro civil Fabio Almeida, que assinou também o projeto de prevenção e combate a incêndios.

O projeto como um todo, assim como a gestão da obra, ficou sob a supervisão do engenheiro civil Plinio Alves, da P.A. Projects. Representando a BigaBruler Administração de Bens - controladora do Ponto do Encanador - ele nos solicitou os aprimoramentos necessários para a evolução do projeto arquitetônico, que serviu de base para o desenvolvimento dos demais projetos.

A P.A. Projects também atuou na escolha dos fornecedores de materiais e mão de obra para a execução do empreendimento em Paulínia. A construtora eleita para as obras do galpão do Ponto do Encanador foi a Açovia, com sede na Rodovia Marechal Rondon, entre Maristela e Laranjal Paulista, que além de produzir pilares, vigas e painéis de fechamento em concreto armado pré-moldado; desenvolve também estruturas metálicas para cobertura, além de fabricar telhas metálicas do tipo sanduíche.

Cada produto comercializado pelo Ponto do Encanador tem o seu "endereço" no galpão de logística, com "rua e numeração de casa" específica.
Cada produto comercializado pelo Ponto do Encanador tem o seu "endereço" no galpão de logística, com "rua e numeração de casa" específica.

Grandes prateleiras metálicas trabalham em conjunto com paletes de madeira para estocar diversos produtos, sem interferir nos equipamentos de prevenção e combate a incêndios.
Grandes prateleiras metálicas trabalham em conjunto com paletes de madeira para estocar diversos produtos, sem interferir nos equipamentos de prevenção e combate a incêndios.

Economia com impostos

Finda a obra em meados de 2017, prestamos assessoria para a BigaBruler na obtenção do “Habite-se” junto à Prefeitura Municipal de Paulínia, sem o pagamento adicional de ISSQN, em função do correto recolhimento de todas as notas fiscais relacionadas com a construção.

Isenção semelhante foi possível na obtenção da CND do INSS na Receita Federal, num processo conduzido pelo engenheiro Antonio Carlos, da Pioneira Engenharia, que providenciou, ainda, a averbação do imóvel na escritura do lote em questão. Tal economia poderia ser perdida sem a intervenção de profissionais que conhecem as minúcias burocráticas que evitam o duplo pagamento de impostos.

Economia também no consumo de energia elétrica: telhas translúcidas reduzem o uso de lâmpadas durante o dia.
Economia também no consumo de energia elétrica: telhas translúcidas reduzem o uso de lâmpadas durante o dia.

O lanternim da cobertura faz a extração natural do ar aquecido, puxando ar fresco do exterior através de aberturas nas laterais do galpão, entre as telhas e placas de fechamento.
O lanternim da cobertura faz a extração natural do ar aquecido, puxando ar fresco do exterior através de aberturas nas laterais do galpão, entre as telhas e placas de fechamento.

Capacidade máxima

Com o galpão concluído, chegou o momento de usufruir plenamente sua capacidade de armazenamento, além da ampla área externa do conjunto. Estruturas metálicas específicas para a conformação de prateleiras e estantes – com a inclusão de patamares transitáveis por funcionários – foram encomendadas, consumindo 85 mil parafusos em sua montagem, permitindo reorganização ou desmontagem futura.

Um elevador do tipo monta carga e uma empilhadeira auxilia a equipe de funcionários na seleção e distribuição de encomendas, pois tão importante quanto a capacidade de estocagem é a eficiência da logística que permite a pontualidade na entrega dos materiais, nas diversas obras dos clientes, dentro da política do frete grátis.

No pátio externo, foram dispostos containers em formação de xadrez, em duas fileiras, multiplicando a armazenagem de grandes barras tubulartes de PVC, facilitando a manobra dos caminhões e permitindo a estocagem complementar de caixas de água e cisternas.

O elevador monta carga interliga o pavimento térreo de contrapiso de concreto armado aos pavimentos de estrutura metálica desmontável.
O elevador monta carga interliga o pavimento térreo de contrapiso de concreto armado aos pavimentos de estrutura metálica desmontável.

A empilhadeira traz agilidade e rapidez na movimentação de cargas no interior do galpão do Ponto do Encanador.
A empilhadeira traz agilidade e rapidez na movimentação de cargas no interior do galpão do Ponto do Encanador.

Grandes marcas

Todo o estoque do Ponto do Encanador em Paulínia foi constituído através das parcerias que a loja mantém com fornecedores qualificados de materiais para instalações hidráulicas e elétricas do país. Além da Tigre destacamos a Deca, empresa fundada em 1947 que se tornou a maior fabricante de louças e metais sanitários do Hemisfério Sul, com vendas estabelecidas em quatro continentes.

A Deca é uma marca da Duratex, uma empresa brasileira de capital aberto que tem entre seus controladores a holding Itaúsa – Investimentos Itaú S.A. Isto significa que você, ao comprar ações da Itaúsa, será sócio indireto de uma fração da Deca, com possibilidade de receber dividendos anualmente em função disso.

Empresas de capital aberto costumam investir constantemente em inovação e seus gestores são altamente qualificados, sendo muito seletivos no estabelecimento de parcerias. Portanto, quando a Deca reconhece a parceria com o Ponto do Encanador através de uma premiação, é um bom sinal que empresta prestígio a outras marcas associadas à loja, como Acqualimp, Cobrecom, Fortlev, Eluma e outras.

Containers dispostos em formação de tabuleiro de xadrez oferecem abrigo para centenas de barras de PVC.
Containers dispostos em formação de tabuleiro de xadrez oferecem abrigo para centenas de barras de PVC.

O pátio externo do centro de distribuição no Clip permite o trânsito de caminhões com acesso por duas vias opostas.
O pátio externo do centro de distribuição no Clip permite o trânsito de caminhões com acesso por duas vias opostas.

Juntos com você

Em 2018, ano em que o Brasil inicia sua recuperação econômica, o Ponto do Encanador atinge o montante de 9.000 m² de capacidade de estocagem. Todo o empenho que envolveu diversos profissionais neste processo teve um comprometimento em comum: oferecer os melhores preços para que você possa construir e movimentar novamente o mercado imobiliário, responsável pela geração de milhares de empregos.

Painéis de concreto armado, brises e fechamento com telhas metálicas do tipo sanduíche compõem a fachada do galpão.
Painéis de concreto armado, brises e fechamento com telhas metálicas do tipo sanduíche compõem a fachada do galpão.

Outra boa notícia é que toda a equipe que desenvolveu o projeto do Ponto do Encanador em Paulínia está disponível para lhe auxiliar em seu projeto, independente do porte em que ele se enquadra. Temos laços estreitos com Paulínia e acreditamos no Brasil, sempre.

Veja também:


Residência Modelo IV no Terras da Estância em Paulínia – 2016~2018

Casa térrea moderna e aconchegante para um terreno de 8 por 25 metros.
Casa térrea moderna e aconchegante para um terreno de 8 por 25 metros.

O desenvolvimento econômico de uma região traz progresso para suas cidades, mas a valorização que ele causa nas terras disponíveis para novos loteamentos resulta em empreendimentos com lotes mais compactos e acessíveis.

Na década de 1960 um sitiante de Paulínia precisou colocar parte de suas propriedades como garantia num empréstimo. Como sua plantação de arroz não tinha muito valor naquela época, ele foi aconselhado a desenvolver o projeto de um loteamento para incorporar a área ao perímetro urbano do município, aumentando o preço do metro quadrado de suas terras.

Ocorre que o projeto do loteamento, mesmo depois de ser aprovado, ficou engavetado por três décadas. Nos anos de 1990, devido às restrições vigentes para novos loteamentos, o antigo projeto foi reavivado. Surgia deste modo o Parque Residencial Jardim Europa, com lotes de variadas e generosas dimensões que alcançam a média de 350 a 500 metros quadrados.

A rápida valorização do empreendimento aconteceu junto com a explosão demográfica de Paulínia, cujo Plano Diretor foi sendo revisto, junto com o zoneamento da cidade e das leis de uso e ocupação do solo. No lugar dos loteamentos abertos, a cidade passou a testemunhar o lançamento de diversos loteamentos fechados.

A alta valorização das terras do município de Paulínia, acentuada no fim da década de 2000, gerou um efeito colateral irreversível: a diminuição das larguras e profundidades dos lotes mais recentes, e consequentemente das áreas dos mesmos.

O pergolado de madeira sobre as vagas para automóveis permite grande economia na área coberta do imóvel - um fator a ser considerado em caso de financiamento da construção.
O pergolado de madeira sobre as vagas para automóveis permite grande economia na área coberta do imóvel - um fator a ser considerado em caso de financiamento da construção.

Novos tempos

Loteamentos fechados como Campos do Conde I e II, Residencial Aurora, Raízes e Yucatan, ficaram conhecidos com seus lotes de 300 metros quadrados com 10 metros de testada e 30 metros de profundidade. Por muitos anos, 10 metros era a largura mínima de um lote novo, permitido pelas leis municipais.

A partir da década de 2010 as restrições foram diminuindo para atender à demanda crescente, uma vez que Paulínia é um polo de atração na Região Metropolitana de Campinas. A mudança de gabarito permitiu o lançamento de prédios de apartamentos com mais de 10 andares, ao passo que a largura mínima do lote caiu para 8 metros.

Deste modo, Paulínia segue uma tendência nacional de loteamentos com terrenos menores e mais acessíveis para a nova classe média brasileira, que estava ficando de fora do mercado imobiliário de residências personalizadas e recorrendo aos apartamentos padronizados pelas construtoras.

A suite do casal tem visão adornada por um ofurô, que pode ser também uma banheira externa de hidromassagem.
A suite do casal tem visão adornada por um ofurô, que pode ser também uma banheira externa de hidromassagem. 

Um loteamento condizente com a realidade

Neste cenário surge o Loteamento Residencial Terras da Estância, cercado por três avenidas perimetrais e também Loteamento Jardim Monte Alegre, por onde é feito o acesso principal através de uma rua de lotes comerciais que divide o empreendimento em duas partes fechadas, igualmente favorecidas por topografia suave, sendo que o setor norte é agraciado com uma área verde de mais de 76 mil metros quadrados.

De acordo com Letícia Testa, consultora imobiliária da FTA Desenvolvimento Imobiliário S.A., o Residencial Terras da Estância conta com 1.228 lotes, dos quais 1.080 são padronizados com 200 metros quadrados, com 8 metros de largura e 25 metros de profundidade.

Volume em destaque na cobertura com telhado embutido, oferece espaço para fácil manutenção da caixa de água e faz as vezes de um sótão para guarda segura de artefatos diversos.
Volume em destaque na cobertura com telhado embutido, oferece espaço para fácil manutenção da caixa de água e faz as vezes de um sótão para guarda segura de artefatos diversos.

A parceria com profissionais de Arquitetura

Em abril de 2016 a empresa convidou alguns arquitetos selecionados na região de Paulínia para desenvolver propostas de projetos que demonstrassem o potencial construtivo dos terrenos que, mesmo com dimensões reduzidas, seriam suficientes para comportar casas adequadas para famílias diversas.

Esse tipo de procedimento é comum quando um loteamento é apresentado: a incorporadora convida profissionais para desenvolver modelos de casas, oferecendo em troca a divulgação dos escritórios em suas campanhas publicitárias. Trata-se de uma permuta de serviços positiva para as duas partes do acordo tácito.

Mesmo não envolvendo valores monetários nesta iniciativa, fizemos questão de comunicar a prestação de serviço por meio de um RRT para o CAU: Registro de Responsabilidade Técnica do Conselho de Arquitetura e Urbanismo. Deste modo, os direitos autorais do nosso trabalho ficam resguardados, pois embora se trate um projeto de livre publicação, isso não dá permissão para terceiros usarem os desenhos comercialmente.

Reprodução da prancha eletrônica entregue em julho de 2016 para os incorporadores do Terras da Estância.
Reprodução da prancha eletrônica entregue em julho de 2016 para os incorporadores do Terras da Estância.

Casa térrea com 95 metros quadrados

Nossa proposta de projeto selecionada para publicação atendeu ao seguinte programa: espaço para guarda de dois veículos além do recuo frontal de 4 metros, sala de estar e jantar, cozinha com lavanderia, varanda com churrasqueira, dois dormitórios simples com um banheiro social, além da suíte do casal com sanitário privativo. No quintal reservamos espaço para uma banheira de hidromassagem, ou ofurô.

Conseguimos idealizar o modelo da casa terra com apenas 95 metros quadrados, pois o espaço para os automóveis não foi declarado como coberto, como se fosse uma garagem convencional. Ao invés disso utilizamos um pergolado de madeira, que deixa passar parte da luz do sol, mas gera sombra ao longo do dia, em função de suas vigas que rebatem parcialmente os raios solares.

Dado a pouca largura do lote, optamos por mesclar o conceito da casa térrea com um apartamento moderno, de modo a não perder espaço com corredores externos nas laterais da construção.

Assim como num apartamento, as pessoas ingressam no imóvel através da sala de jantar, tendo a cozinha integrada com a lavanderia, com possibilidade de isolamento dos compartimentos através de portas de correr ou de abrir. A sala de jantar dá acesso direto para a varanda gourmet, classificada assim em função da churrasqueira comunicada com a cozinha por uma janela que também atua como passa-pratos.

A planta baixa humanizada da casa, em conforme atualização de fevereiro de 2018.
A planta baixa humanizada da casa, em conforme atualização de fevereiro de 2018.

Resgatando a relação do ser humano com o solo

Vista de cima, a casa lembra a letra “T” se o pergolado dos carros for desconsiderado, ou um “L” se o mesmo for contado. A sala de estar, como extensão da sala de jantar, fica justamente no vértice da letra em voga, separando a ala privativa em duas: na frente fica um dormitório e o banho social, e aos fundos há um pequeno corredor interno para mais um dormitório e a suíte do casal.

A suíte se abre para o quintal através de uma porta de correr, com vista para o ofurô, ladeado por uma área pavimentada com capacidade para comportar duas poltronas de jardim para descanso.

Esta configuração de projeto permite a ocorrência de duas áreas impermeáveis que podem ser gramadas, tanto no jardim frontal como no quintal da casa, preservando a tradição das antigas casas do interior onde a iluminação e a ventilação natural é favorecida – algo que em casas geminadas e apartamentos dificilmente acontece.

Vista aproximada e com orientação invertida da planta do modelo proposto.
Vista aproximada e com orientação invertida da planta do modelo proposto.

Suporte para conceituar um ideal

Após a entrega dos nossos desenhos no começo de julho de 2016, ainda fomos entrevistados por um jornalista contratado pelos incorporadores para produzir parte do material de divulgação do empreendimento. Na ocasião explicamos que lotes de dimensões reduzidas já eram comuns em países da Europa há muito tempo, em função do adensamento das cidades históricas e do altíssimo custo das terras.

Também comentamos que, para arquitetos, os grandes desafios da profissão às vezes são encontrados nos menores projetos, dado que estes exigem mais criatividade para encontrar boas soluções de praticidade e aproveitamento de áreas, de modo que os melhores profissionais de nosso tempo cada vez mais serão testados em projetos de tal porte.

Para arquitetos de países como Holanda, Bélgica, Suíça, e mesmo Itália e Espanha, lotes de 200 metros quadrados, com 8 metros de largura, são verdadeiros “latifúndios”. Vide os sobradinhos de cidades portenhas da Inglaterra, como Manchester e Liverpool, por exemplo, onde a largura das casas raramente ultrapassa 5 metros.

Nas periferias das grandes cidades brasileiras, e mesmo em regiões nobres de grandes capitais, o fracionamento dos lotes também gera terrenos de largura ainda inferior. Em São Paulo são comuns casas geminadas dos dois lados, onde alguns cômodos são iluminados apenas por claraboias.

O quintal também faz referência à letra "L", num espelhamento do partido arquitetônico da casa.
O quintal também faz referência à letra "L", num espelhamento do partido arquitetônico da casa.

Construir para morar pode ser um ótimo investimento

Deste modo, é perfeitamente plausível desenvolver projetos de qualidade que garantam a experiência única de morar num loteamento fechado numa cidade que mantém o seu potencial de valorização em alta.

O potencial de Paulínia entrou no radar do Mérito Desenvolvimento Imobiliário, um fundo de investimento negociado na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo, através do código MFII11. Este é um ótimo indicativo para quem desejar investir ou morar no Terras da Estância, que entrou na carteira deste fundo imobiliário com um retorno alvo ao ano de 12 a 15% mais o IGPM – Índice Geral de Preços Médios.

Como a atuação do MFII11 é ativa, seus gestores trabalham em conjunto com os incorporadores de cada empreendimento, com alto grau de profissionalismo – um sinal de que o Terras da Estância será administrado no longo prazo por agentes competentes, tanto do mercado imobiliário como do mercado financeiro.

A versão profissional do SketchUp permite a geolocalização do projeto, com estudo da incidência solar na construção em diferentes estações e horários.
A versão profissional do SketchUp permite a geolocalização do projeto, com estudo da incidência solar na construção em diferentes estações e horários.

A experiência atestada pela prática

De nossa parte, temos quase duas décadas de experiência com projetos em lotes pequenos. Nosso escritório desenvolveu seus primeiros projetos ainda no final dos anos de 1990, no loteamento aberto Residencial São José, também em Paulínia, com lotes de 10 metros de testada por 20 metros de profundidade. Naquele tempo, muitos duvidavam do potencial do empreendimento – razão dele ter surpreendido tanta gente com a sua rápida valorização, que multiplicou o preço dos terrenos em poucos anos.

Curiosamente, o São José foi lançado em paralelo com o Jardim Europa, de modo que não poderíamos começar nossa trajetória de melhor modo, dado a variação de condições para desenvolver os trabalhos iniciais.


Em 2018, no entanto, atualizamos o projeto elaborado para o Terras da Estância, enriquecendo a planta humanizada e desenvolvendo a maquete eletrônica tridimensional que pode ser vista no vídeo acima. Deste modo, demonstramos que ainda temos muito a oferecer para aqueles que desejam morar e investir em Paulínia, cidade próspera com a qual mantemos laços estreitos.

Anterior - Próximo (breve em JeanTosetto.com)


Veja também:

Residência Guatura-Belan no Reserva Real em Paulínia – 2016~2017

A geometria a serviço da simplicidade atemporal na fachada deste sobrado no Reserva Real em Paulínia.
A geometria a serviço da simplicidade atemporal na fachada deste sobrado no Reserva Real em Paulínia.

Após anos seguidos de recessão econômica, o Brasil entrou num novo ciclo de lenta recuperação da construção civil, no qual a racionalidade para planejar e construir uma residência se impõe mais intensamente sobre o mero arrojo estético de uma obra.

Excluindo os municípios da Grande São Paulo, Campinas é a maior cidade do interior paulista, ultrapassando um milhão de habitantes. Sua gama de serviços faz dela o centro de uma região metropolitana que supera, em atrativos, diversas capitais brasileiras.

Porém, morar perto de Campinas é melhor do que morar na própria cidade para muita gente, especialmente em função de um problema recorrente ligado aos aumentos do IPTU – Imposto Territorial Urbano – que historicamente sempre foi elevado em relação aos municípios do entorno.

Muitas pessoas que trabalham em Campinas têm procurado cidades menores nas imediações para morar, de preferência que não tenha pedágio no caminho. Paulínia, com uma população dez vezes menor que a de Campinas, é uma delas.

Por abrigar indústrias de grande porte, como a Refinaria do Planalto da Petrobrás e a fábrica de produtos químicos da Solvay-Rhodia, Paulínia depende menos da arrecadação do IPTU como acontece em outras cidades, além de oferecer serviços públicos de saúde e educação que atraem as famílias nos arredores.

A perspectiva do primeiro estudo, feita a mão livre, respeita o levantamento de dados do lote, com a presença de uma árvore na calçada e um poste de iluminação próximo à divisa da lateral esquerda do lote.
A perspectiva do primeiro estudo, feita a mão livre, respeita o levantamento de dados do lote, com a presença de uma árvore na calçada e um poste de iluminação próximo à divisa da lateral esquerda do lote.

Loteamentos fechados: uma tendência

Dentre os lugares de Paulínia mais procurados por famílias onde o casal trabalha em Campinas estão os loteamentos fechados – popularmente conhecidos como condomínios – próximos da Estrada da Rhodia, que liga a empresa ao distrito de Barão Geraldo em Campinas; ou da Rodovia Zeferino Vaz, na região do Parque Brasil 500, que engloba o Okinawa, o Terras do Cancioneiro e o Reserva Real – nome comercial do Residencial Real Park Paulínia.

O Reserva Real tem características particulares, como a extensa área de lazer separada da gleba residencial, ainda não habilitada para plano uso. Este loteamento fechado tem duas portarias: o acesso social para moradores e visitantes fica no fim de uma via lindeira ao loteamento Okinawa, com início na Concessionária Carlos Cunha da Chevrolet, sendo um meio prático para ingressar na Rodovia Zeferino Vaz, a poucos minutos da Rodovia Dom Pedro em Campinas.

Já o acesso para prestadores de serviços fica na outra extremidade do empreendimento, mas acaba sendo usado também pelos moradores que desejam se dirigir ao centro de Paulínia, por uma via secundária que conduz diretamente ao Portal Medieval, na cabeceira da Avenida José Paulino, a principal da cidade.

O regulamento

O Reserva Real de Paulínia possui diversos lotes com 300 metros quadrados, com dimensões de 10 metros de largura por 30 metros de comprimento. Trata-se de uma largura relativamente estreita, que praticamente impede que as residências tenham dois corredores laterais livres.

Para evitar a ocorrência de duas ou mais residências contíguas, feito casas geminadas, o regulamento interno do empreendimento determina que apenas uma divisa lateral possa ser ocupada, sendo que na divisa oposta apenas a garagem para os automóveis pode se apoiar no muro de divisa. No caso, os afastamentos laterais devem ser orientados para o norte ou sol nascente, de modo a estabelecer intervalos regulares entre as construções.

O passeio público – ou calçada – também é ordenado de modo a gerar duas faixas gramadas com 60 centímetros de largura junto à guia e 90 centímetros de largura junto à testada de cada lote, com uma faixa central pavimentada com 150 centímetros de largura, em gomos de concreto vassourado, com juntas de dilatação a cada metro. Esse padrão é inspirado nos loteamentos modernos dos Estados Unidos, com a diferença de que lá toda a fiação elétrica é enterrada.

Detalhe da planta baixa do pavimento térreo do projeto, que engloba a implantação no lote e o detalhamento do passeio público conforme as normas internas do loteamento fechado.
Detalhe da planta baixa do pavimento térreo do projeto, que engloba a implantação no lote e o detalhamento do passeio público conforme as normas internas do loteamento fechado.

Topografia suave

Outra característica do loteamento fechado Reserva Real é que grande parte de seus lotes são quase planos. Isso não impede que a movimentação de terra seja diminuta, pois é preciso garantir a declividade mínima para escoamento do esgoto sanitário e das águas pluviais. Para o esgoto a declividade mínima recomendada é de 3%. Já para as águas pluviais – águas da chuva – devemos adotar ao menos 1% de inclinação nos ramais que conduzem as águas à guia pública.

Levando em conta que a rede de coleta de esgotos é enterrada, precisamos garantir ao menos a tiragem eficiente das águas pluviais. Portanto, num terreno que é quase uma mesa, como no caso deste projeto, a cota de nível dos fundos deve ser pelo menos 30 centímetros mais elevada em relação à cota média na testada do lote.

Por margem de segurança, adotamos a medida de 40 centímetros na cota base do pavimento térreo para garantir, também, o correto funcionamento da coleta de águas até uma cisterna para posterior rega de jardim e lavagem de quintal.

Aqui, a cava para a piscina ajudou a diminuir os custos com a importação de terra para o nivelamento do alicerce do pavimento térreo.

A reprodução, sem escala, do levantamento topográfico do lote, indica que o terreno é quase plano, trazendo informações práticas para a definição das cotas de nível do projeto arquitetônico.
A reprodução, sem escala, do levantamento topográfico do lote, indica que o terreno é quase plano, trazendo informações práticas para a definição das cotas de nível do projeto arquitetônico.

A grande meta

Quando o casal de contratantes nos procurou para desenvolver o projeto para um sobrado, eles comunicaram que não tinham o capital integral para realizar o investimento, pois dependiam da venda de um apartamento justamente em Campinas.

Concordamos que esta era uma sábia decisão, pois a encomenda do projeto sinaliza que um grande objetivo, o de construir uma casa, está definido. Aqui entrou em voga um dos princípios da Lei do Triunfo proposta por Napoleon Hill: quando há um objetivo principal definido, as pessoas envolvidas com ele tomam providências que, direta ou indiretamente, conduzem à realização do intento.

Por coincidência, ou não, assim que o projeto foi concluído e aprovado na Prefeitura Municipal de Paulínia, o apartamento do casal foi vendido num período onde a economia do Brasil atravessava uma profunda recessão.

O projeto

Ciente de que nunca construímos uma casa apenas para nós mesmos, mas para eventuais compradores no futuro, o jovem casal nos encomendou um projeto para um sobrado que pudesse atender a uma família de até cinco pessoas, levando em conta que a filha deles estava morando em outra cidade, em função de um curso universitário.

Desenvolvemos o pavimento térreo com garagem coberta para dois carros e espaço para mais dois no recuo frontal. Perto do vestíbulo da porta social, reservamos espaço generoso para um ambiente reversível, que pode ser um escritório, sala de som e televisão, ou ainda um dormitório.

A garagem também dá acesso fácil para um depósito no corredor externo, ao lado da lavanderia coligada à cozinha, que por sua vez se integra com a varanda gourmet aos fundos, sendo separada da sala de jantar por uma porta de correr. Na sala de jantar fica o lavabo numa posição de fácil uso para quem está na varanda com a churrasqueira, de frente para a piscina.

A sala de estar é uma extensão da sala de jantar, com pé-direito duplo adornado pela escada que abriga uma futura adega sob seu descanso, cujo rebaixo no piso permite seu uso pleno, mesmo por pessoas de maior estatura.

A escada desta residência tem perfil aparente em relação à sala de estar, cujos patamares se apoiam em vigas centrais de concreto armado. O rebaixo do piso foi previsto para a instalação futura de uma adega de madeira,onde já consta uma bancada com pia de cuba saliente.
A escada desta residência tem perfil aparente em relação à sala de estar, cujos patamares se apoiam em vigas centrais de concreto armado. O rebaixo do piso foi previsto para a instalação futura de uma adega de madeira,onde já consta uma bancada com pia de cuba saliente.

No pavimento superior, o mezanino que conduz às suítes tem visão parcial do conjunto das salas no pavimento térreo. Na frente da casa ficam as suítes simples, todas com portas de correr para um terraço descoberto. Os sanitários delas tem a dimensão mínima de 1,35 m por 2,40 m, garantindo o conforto para as três peças essenciais: cuba em gabinete, bacia centralizada e chuveiro em boxe isolado.

Já a suíte do casal, nos fundos, é completa: possui um grande closet com superfície equivalente para alinhar doze portas de armário. O banheiro do casal comporta banheira de hidromassagem dupla, duas cubas sobre gabinetes e dois chuveiros, além da bacia sanitária com ducha higiênica.

O terraço que serve esta suíte fica debruçado sobre a varanda gourmet, com visão privilegiada da piscina, que por sua vez é separada do restante do quintal por um cercado de 90 centímetros de altura, em função de um cão de estimação que é o xodó da família.

No total, o projeto resultou numa área construída de aproximadamente 242 metros quadrados, dos quais 89 apenas no pavimento superior. A piscina, a garagem e a varanda somaram quase 72 metros quadrados, propiciando uma área livre de quase 50% da área do terreno, onde mais de 10% do mesmo foi preservado como área permeável.

A construção

Além de desenvolver o projeto completo, junto com nossos parceiros como o topógrafo José Roberto de Souza e o engenheiro eletricista Sylvio Zanetti, nós fizemos o acompanhamento da obra através de visitas regulares que cobriram as principais etapas da construção.

Dentre elas destacamos a visita para conferência do gabarito com a demarcação das estacas do alicerce, a conferência prévia das ferragens das vigas baldrames que completam as fundações da obra, a impermeabilização do alicerce devidamente nivelado, o respaldo das portas e janelas das paredes, a preparação das lajes através de painéis pré-moldados, a montagem da estrutura da cobertura – que no caso usou telhas metálicas num sistema embutido; e finalmente as visitas nas fases de acabamento, antes do pedido de “Habite-se” junto às autoridades locais.

O acompanhamento da obra é importante para a verificação de diversos itens especificados nos projetos de arquitetura, estrutura de concreto armado, instalações hidráulicas e elétricas. Em nossos relatórios de visitas, reportamos eventuais necessidades de correções em alguns aspectos, além das orientações gerais para a compreensão do processo construtivo por parte dos contratantes, geralmente leigos no assunto.

Nesta seção longitudinal, também denominada como "corte" no projeto, o destaque em azul claro se refere ao local da torre no telhado reservado para instalação da central de ar condicional. Já as áreas em bege identificam os muros de fechamento lateral, com dois metros de altura no pavimento térreo e 1,6 metro de altura no pavimento superior, sempre em conformidade com o regulamento local.
Nesta seção longitudinal, também denominada como "corte" no projeto, o destaque em azul claro se refere ao local da torre no telhado reservado para instalação da central de ar condicional. Já as áreas em bege identificam os muros de fechamento lateral, com dois metros de altura no pavimento térreo e 1,6 metro de altura no pavimento superior, sempre em conformidade com o regulamento local.

O porto seguro

Entre os primeiros estudos preliminares para o projeto, nos primeiros dias de 2016, e a entrega da construção em setembro de 2017, foram 21 meses de planejamento e execução da obra. É um prazo longo se comparado à busca por um imóvel já concluído, quando as pessoas desejam comprar a casa ao invés de construir.

No entanto, a considerar o tempo de uso do imóvel, estes quase dois anos de espera valem o investimento, dado a economia gerada pela administração dos recursos que evitam o ágio inerente a qualquer transação imobiliária.

A despeito da aquisição ou construção da casa própria ser um investimento de grande porte para a maioria das famílias brasileiras, é válido considerar que este tipo de imóvel não representa apenas uma tranquilidade financeira para quem usufrui do mesmo, senão também uma fonte de equilíbrio emocional que facilita o planejamento dos próximos passos na história de uma família.

A sacada frontal se converte numa terraço alargado com visão privilegiada da rua fartamente arborizada: lugar ideal para repouso sobre a sombra dos beirais da cobertura.
A sacada frontal se converte numa terraço alargado com visão privilegiada da rua fartamente arborizada: lugar ideal para repouso sobre a sombra dos beirais da cobertura.

O papel do arquiteto

Um bom o arquiteto não se limita a interpretar os desejos daqueles que o contratam com a expectativa de realizar um projeto único. Este profissional deve ir além, colocando sua experiência a serviço daqueles que passaram vários anos poupando recursos para iniciar um empreendimento. De que modo? Orientando sobre técnicas construtivas mais econômicas, identificando os limites impostos – seja por regulamentos e leis diversas, seja por condições físicas do entorno; além de conhecer a capacidade técnica da mão de obra local e no que ela pode contribuir para o resultado final da obra.

Posto isso, para nós é sempre um prazer fazer parte deste processo de crescimento – em vários aspectos – daqueles que firmam o grande propósito que significa edificar o próprio teto.

Feliz Natal e Próspero 2018!

Grandini & Tosetto apresentam a Poltrona Pergolada
Que esta poltrona fique sem uso enquanto você precisar agir!

Na semana que antecedeu o Natal deste ano, fui ao supermercado comprar panetones. No momento de pagar a conta, a operadora do caixa perguntou:

- Mais alguma coisa, senhor?

- Sim: a paz mundial.

Infelizmente aquele estabelecimento não tinha a paz mundial no estoque. E se você esperar por ela neste ano que se aproxima, então é melhor esperar sentado.

Mas tem coisas que você não precisa esperar para ver acontecer, pois são coisas que você pode fazer acontecer. Lembre-se: o sorriso da pessoa ao lado pode ser provocado pelo seu sorriso.

Neste caso, pegue um lápis e uma folha de papel, chame alguém que tenha um esquadro e uma serra, e comece o projeto para a execução de um ano melhor para você e aqueles que te cercam.

E se for para ficar sentado, que seja para refletir e buscar inspiração. Nunca para esperar.

Mas Natal não é tempo de fé e esperança?

Com certeza. Mas estes sentimentos, sem boas ações, não são sequer boas intenções.

Se você se levantar para caminhar com os bons, nunca estará sozinho.

Feliz Natal! Feliz 2018!

Jean Tosetto & Família