Residência Schönenberger no Residencial Paineiras em Paulínia - 2007

A bandeira do Brasil na sacada, por ocasião da Copa do Mundo de 2010. O time perde, mas as cores permanecem.

O Residencial Paineiras possui uma localização interessante. Embora esteja oficialmente cadastrado no município de Paulínia, este loteamento fechado possui fortes ligações com o distrito de Barão Geraldo, fazendo parte de uma área valorizada da região metropolitana de Campinas. É a escolha ideal para quem deseja morar num lugar tranqüilo - longe do ruído de grandes estradas, mas perto de infra-estrutura urbana de qualidade.

No que tange à contratação do projeto, esta residência guarda algumas particularidades. A primeira é amizade de longa data entre as partes - o que aumenta a expectativa sobre um bom resultado do projeto e aumenta a responsabilidade do arquiteto. A segunda se refere uma espécie de herança artística que a nova casa teria que abrigar: lindos vitrais executados com esmero pelo atelier de Ton Geuer, quase vinte anos antes. Foi necessário, portanto, uma visita prévia ao local onde os vitrais estavam afixados, para coletar as medidas e estudar onde cada peça seria aproveitada.

Na primeira versão da fachada, a cobertura do pavimento superior recai sobre as divisas laterais do lote.

Na segunda perspectiva, a configuração que resultou no projeto definitivo. A chaminé da direita foi suprimida na execução da obra.

Os estudos para o projeto foram desenvolvidos sem pressa. Versões iam sendo produzidas sempre que alguma alteração era necessária. Engana-se quem pensa que um arquiteto resolve um projeto sozinho. A participação de quem deseja ocupar a obra concluída, por vezes, é fundamental para a satisfação de ambos os lados. Caso contrário o trabalho não gera prazer para quem o realiza e tão pouco entusiasmo para quem o encomenda.

Liberdade para rabiscar em cima dos primeiros estudos. Um passo essencial para chegar ao resultado esperado.

Reprodução da planta baixa do pavimento térreo, com a distribuição do mobiliário básico. Espaços integrados e acessos distintos.

A folha central da esquadria de madeira, correspondente à porta social, foi trazida da antiga residência.

Em linhas gerais, a versão definitiva do projeto foi mantida na execução da obra, sob a responsabilidade técnica de outro profissional. Alguns detalhes foram surprimidos, outros acrescentados, mas nada que, superficialmente, descaracterizasse os conceitos básicos do projeto arquitetônico, baseado na planta livre do pavimento térreo, reservando o pavimento superior para a ala privativa da casa. Um mezanino oferece visão de pé direito duplo junto da lareira, um componente solicitado desde a primeira conversa.

O vitral à direita da lareira, revestida com porcelanato, é de autoria de Ton Geuer, em trabalho executado nos anos 90.

Outro vitral de Ton Geuer, herdado de residências anteriores e dedicado para iluminar o corpo da escada.

Visão parcial do pavimento térreo a partir do mezanino. O pé direito duplo confere um charme adicional aos ambientes internos.

Cozinha composta com a sala de jantar, com visão favorecida para a área de lazer junto ao quintal do terreno.

A churrasqueira conta com um balcão anexo, que abastece o pergolado em dias de confraternização.

Depois de dois anos entre projeto e construção - a obra foi concluída em 2009 - visitar a nova casa de pessoas tão queridas é sempre um prazer sem igual. Sentir-se num ambiente acolhedor nem sempre depende do capricho nos acabamentos e do bom gosto na escolha dos móveis - é mais uma questão de perceber o brilho no olhar de quem nos recebe, como se a casa fosse nossa.

Visite o blog dos irmãos Schönenberger em sua inesquecível viagem ao redor do mundo: schonenberger.blogspot.com

Dica do arquiteto: bons projetos não se prendem a uma idéia inicial. Não tenha receio de questionar ou pedir modificações num estudo apresentado por alguém de sua confiança. Todo diamante pode ser lapidado - o segredo é saber até que ponto isso pode ser feito.

Anterior - Próximo


2 comentários:

  1. AO NOSSO AMIGO JEAN.....

    O NOSSO MUITO OBRIGADA POR TODA A ATENÇÅO E CARINHO NA POSTAGEM DA NOSSA CASA.SENTIMOS MUITO ORGULHO EM RECEBER DO NOSSO AMIGO UM MARAVILHOSO PROJETO QUE REALMENTE SE IDENTIFICOU COM OS MORADORES.SEGUNDO SUAS PALAVRAS "TODO DIAMANTE PODE SER LAPIDADO - O SEGREDO E' SABER ATE QUE PONTO ISSO PODE SER FEITO. "
    ACREDITO QUE CONSEGUIMOS LAPIDAR CORRETAMENTE.
    MUITO OBRIGADA TBEM PELA SURPRESA FINAL.ADORAMOS.FICAM AQUI NOSSOS SINCEROS AGRADECIMENTOS.
    MONICA E ADRIANO

    ResponderExcluir
  2. Admiro Muitíssimo o trabalho do Jean Tosetto. Parabéns pela criatividade e pelo alto profissionalismo!

    ResponderExcluir