Guia Suno Fundos Imobiliários: Introdução sobre investimentos seguros e rentáveis

Guia Suno Fundos Imobiliários: Introdução sobre investimentos seguros e rentáveis
Clique na imagem para acessar a loja da Amazon.

Jean Tosetto trabalha como arquiteto desde 1999. Em 2012 ele se tornou autor de livros. Após quatro lançamentos bem-sucedidos, em 2018 ele faz sua estreia como editor de outros autores: Marcos Baroni e Danilo Bastos. O resultado é o terceiro livro da coleção "Guia Suno" idealizada por Tiago Reis, com a apresentação de aspectos essenciais sobre os fundos imobiliários brasileiros.

Sinopse

Os fundos imobiliários mesclam a segurança associada aos investimentos conservadores em imóveis tradicionais com a rentabilidade que só os melhores ativos do mercado financeiro podem ofertar com previsibilidade e consistência.

Relativamente novos na Bolsa de São Paulo – ainda permitindo aos investidores colherem os benefícios reservados aos pioneiros – os fundos imobiliários democratizam o acesso de pessoas comuns às melhores oportunidades que os mercados imobiliário e financeiro podem oferecer.

Imóveis pertencentes a fundos imobiliários geralmente dialogam com grandes metrópoles e grandes estruturas de transporte, como rodovias e entornos de portos e aeroportos. O que aumenta o desafio em analisar tais fundos é que as cidades não são estáticas: elas evoluem com o passar do tempo, assim como a infraestrutura de um país.

O investimento em fundos imobiliários representa uma jornada de várias milhas. O sucesso de quem investe nesta modalidade de renda variável está diretamente relacionado ao conhecimento prático e experiência: atributos que só podem ser obtidos com análises e acompanhamentos constantes dos ativos presentes em sua carteira.

O principal objetivo deste livro, portanto, é ajudar o investidor em seu momento mais difícil, que é vencer a inércia da imobilidade para começar a aportar recursos nos fundos geradores de renda passiva ou de ganhos de capital.

Sobre os autores

O professor Marcos Baroni (1978) é formado em Tecnologia da Informação e pós-graduado em Educação. Em 1998 começou a lecionar em cursos de graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos, iniciando também seus investimentos no mercado financeiro. Desde 2008 leva conhecimento por várias cidades do Brasil sobre como conquistar a independência financeira com foco em fundos imobiliários.

Danilo Bastos (1980) é aviador profissional desde a virada do milênio: avaliar riscos e priorizar a segurança são procedimentos imperativos em seu cotidiano. Ele ingressou como investidor individual no mercado financeiro no ano de 2002 e atualmente investe principalmente em fundos imobiliários. É pós-graduando em Mercado de Capitais com extensão em Investimentos Imobiliários e possui graduação em Finanças. 

Sobre o editor

Jean Tosetto (1976) é arquiteto e urbanista graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Tem escritório próprio desde 1999. O autor e editor de livros é adepto do Value Investing e colabora com a Suno Research desde janeiro de 2017.

Sobre o criador do Guia Suno

Tiago Reis (1985) é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. Acumula experiências no mercado financeiro desde 2001 e foi sócio-fundador da Set Investimentos. Fundou a Suno Research em outubro de 2016.


Veja também:


Adagenir e a luz da colheita - 2018

"A luz da colheita", de 2018, foi o quadro que escolhemos para enriquecer o nosso acervo, pela identificação com as influências do Impressionismo de Claude Monet e Van Gogh.
"A luz da colheita", de 2018, foi o quadro que escolhemos para enriquecer o nosso acervo, pela identificação com as influências do Impressionismo de Claude Monet e Van Gogh.

Adagenir é um artista cujo talento ainda está por ser reconhecido de forma condizente. Encontramos ele no Centro de Convivência Cultural de Campinas e gostaríamos de apresentá-lo ao Brasil.

Adagenir Oliveira nasceu em 1964 no sertão de Pernambuco. Ainda criança mudou-se com sua família para a cidade de Irecê, na região centro-norte da Bahia, distante 478 km de Salvador. Aos 13 anos de idade começou a se interessar por pintura, inicialmente observando as carrocerias de madeira decorada dos caminhões que ali transitavam, uma vez que não havia referências externas disponíveis no lugar.

Aos poucos ele foi tomando conhecimento de grandes mestres da pintura, sempre desenvolvendo sua Arte como autodidata, até que ingressou na Fundação Bradesco do município, onde foi incentivado por uma professora a aprofundar seus conhecimentos teóricos. Logo Adagenir passou a desenvolver pinturas com óleo sobre tela para o próprio local onde estudava, até que aos 19 anos foi transferido para a sede da instituição em Osasco, na Grande São Paulo, onde morou por meia década.

Em 1988, aos 24 anos, graduou-se em Artes Plásticas pela Belas Artes de São Paulo, aprimorando sua técnica, desde então, sem render-se aos modismos artísticos que tomaram conta da cena brasileira com os movimentos pós-modernistas. Adagenir se recusa a produzir uma Arte provocativa, disruptiva e repleta de expedientes para chocar o espectador, negando ao mesmo o prazer de admirar um trabalho calcado no talento e na entrega constante a um ofício.

"Brasileiros dançam enquanto labutam" - este poderia ser o título da pintura onde Adagenir assimila aspectos da obra de Candido Portinari em seu universo.
"Brasileiros dançam enquanto labutam" - este poderia ser o título da pintura onde Adagenir assimila aspectos da obra de Candido Portinari em seu universo.

Ao todo, já são mais de quatro décadas dedicadas à Arte em seu sentido mais nobre, que é aquele capaz de elevar o espírito do observador e conduzi-lo por sensações positivas de encanto e bem estar. Suas pinturas são alegres mesmo quando retratam cenas do cotidiano, como pessoas transitando por calçadas em grandes cidades ou trabalhando na roça. Ele faz isso sem apelar para os extremos de cores chapadas, mas suavizando os tons e abrasileirando os grandes mestres da pintura internacional, de um período que representou o auge da evolução conceitual deste tipo de Arte, situado entre meados do século XIX e meados do século XX.

Cubismo e Surrealismo se mesclam nas cores brasileiras de Adagenir, trazendo Picasso e Salvador Dali para o Trópico de Capricórnio.
Cubismo e Surrealismo se mesclam nas cores brasileiras de Adagenir, trazendo Picasso e Salvador Dali para o Trópico de Capricórnio.
Se reconhecemos as influências de gênios como Van Gogh, Claude Monet, Picasso, Salvador Dali e Candido Portinari no trabalho de Adagenir, podemos afirmar que ele desenvolveu um estilo próprio e reconhecível no conjunto da sua obra, baseado no equilíbrio das suas composições e nas temáticas tipicamente brasileiras.

Seu talento já foi reconhecido por empresas, onde Adagenir forneceu pinturas para vários departamentos. Colecionadores de Arte e mesmo pessoas de bom gosto o procuram para decorar suas casas, destinando os ambientes mais nobres para as pinturas do pernambucano que hoje mora com sua família na cidade de Jundiaí, entre Campinas e São Paulo.

Adagenir expõe sua arte na Feira Hippie que ocorre no Centro de Convivência Cultural de Campinas, aos sábados e domingos de manhã.
Adagenir expõe sua arte na Feira Hippie que ocorre no Centro de Convivência Cultural de Campinas, aos sábados e domingos de manhã.
Com todas as ótimas referências sobre seu trabalho, fomos encontrar Adagenir expondo seus quadros no Centro de Convivência Cultural de Campinas, na Feira Hippie realizada aos sábados e domingos de manhã, na Praça Imprensa Fluminense do Cambuí. Após elogiá-lo em três ocasiões distintas, finalmente resolvemos adquirir uma de suas obras, por causa da nossa identificação com "A luz da colheita".

Comentamos com Adagenir que ele era um artista de primeira grandeza, e que esperamos que algum dia um renomado crítico de Arte possa transitar por Campinas para lhe reconhecer devidamente o seu talento. Ao que parece, esses críticos preferem caminhar pela Champs-Élysées em Paris e não dão muita atenção para o interior do Brasil.

Como também somos do interior, estamos mais perto da nossa gente, que também é capaz de fazer Arte com "A" maiúsculo. Portanto, que este breve relato possa cumprir sua missão e chegar aos olhos de quem sabe valorizar um artista brasileiro.


Prestigie Adagenir:

instagram.com/adagenir
facebook.com/adagenir.oliveira
adagenir.wixsite.com/adagenir

Veja também:

Guia Suno de Contabilidade para Investidores: Conceitos contábeis fundamentais para quem investe na Bolsa

Guia Suno de Contabilidade para Investidores: Conceitos contábeis fundamentais para quem investe na Bolsa
Clique na imagem para acessar a loja da Amazon.

A parceria entre Tiago Reis e Jean Tosetto rende o segundo livro da coleção Guia Suno. Após o sucesso de crítica e público do Guia Suno Dividendos, chegou a vez de aprofundar as noções de conceitos contábeis - um aspecto importante na análise fundamentalista das empresas de capital aberto, com foco de investimentos em renda variável no longo prazo.

Reproduzimos, a seguir, o prefácio desta obra que veio para agregar fontes confiáveis de consulta para investidores individuais que operam na Bolsa de Valores de São Paulo com vistas a obter a independência financeira.

Contabilizar é fundamental

O objetivo do Guia Suno Contabilidade não é fazer de você alguém profissional da área. Os cursos universitários de Ciências Contábeis duram em média quatro anos e habilitam o estudante formado a atuar como contador registrado no Conselho Regional de Contabilidade, após exame de suficiência.
Igualmente este livro não tem a missão de tornar um empreendedor autossuficiente em Contabilidade, pois o completo entendimento do conteúdo exposto não o dispensará de contratar um contador para sua empresa.

Este livro é direcionado primordialmente aos investidores na condição de pessoa física que almejam maior segurança para desenvolver suas análises de investimentos no mercado de capitais. Ele igualmente serve para empresários que desejam dialogar em melhores condições com seus auxiliares, quando o assunto for Contabilidade.

Tanto um investidor quanto um empreendedor que não tenha noções básicas de leitura e interpretação de documentos financeiros como Balanços Patrimoniais (BP), Demonstrações de Resultados dos Exercícios (DRE) e Demonstrações de Fluxos de Caixas (DFC) será forçado a confiar plenamente nos serviços que fornecem análises sobre investimentos ou nos profissionais que realizam a Contabilidade do negócio em questão.

Portanto, este livro tem como principal objetivo o de proporcionar maior independência para investidores e empreendedores tomarem as próprias decisões, após fundamentarem melhor as próprias análises.

Isto não significa que estes devam se isolar dos demais atores do mercado. Consultar casas de análises sobre investimentos continuará sendo válido. Eventualmente contratar consultores também. Porém, até para validar os argumentos de terceiros, saber ler e interpretar documentos financeiros é fundamental, bem como tirar deles os principais indicadores de desempenho das empresas a serem estudadas.

No Guia Suno Contabilidade apresentamos justamente os principais conceitos relativos aos documentos financeiros que as empresas de capital aberto na Bolsa de São Paulo devem divulgar após cada encerramento de trimestre contábil.

Para tanto, nos valemos de exemplos reais para compor as ilustrações das páginas a seguir. Para facilitar o entendimento delas, recomendamos que o leitor também baixe os arquivos das empresas citadas, por meio do site de Relações com Investidores de cada empresa, ou por meio da própria página da Bolsa de São Paulo, a nova B3, na Internet. Os documentos citados encontram-se disponíveis, ainda, no site da CVM – Comissão de Valores Mobiliários.

Encerramos o livro apresentando dois estudos de casos: o primeiro da construtora PDG, em recuperação judicial; e o segundo da Ambev, símbolo de eficiência e boa gestão no mercado financeiro brasileiro. Com isso, o leitor terá bons parâmetros de comparação para estudar qualquer empresa de capital aberto.


Veja também:

Residência Thathi no Terras do Cancioneiro em Paulínia - 2016~2017

Por solicitação dos contratantes, a fachada deste sobrado não apresenta aberturas para o logradouro, dado que as esquadrias iluminantes e ventilantes estão dispostas nas laterais e nos fundos da edificação, em nome da privacidade.
Por solicitação dos contratantes, a fachada deste sobrado não apresenta aberturas para o logradouro, dado que as esquadrias iluminantes e ventilantes estão dispostas nas laterais e nos fundos da edificação, em nome da privacidade.

Mesclando o que há de mais novo nas tendências de acabamento com artefatos de cunho mais tradicional, esta residência contou com financiamento bancário e os serviços de uma construtora constituída - o que ainda é uma exceção na realidade brasileira para este tipo de obra.

No final de 2016 um jovem casal nos procurou para desenvolver o projeto de uma residência no loteamento fechado Terras do Cancioneiro em Paulínia. Como ambos trabalham com representação comercial e viajam com frequência, eles escolheram um terreno que pudesse lhes proporcionar segurança e fácil acesso para importantes rodovias do estado, numa cidade próxima da capital que preservasse características típicas do interior.

Prevendo o aumento da família, o programa especificado continha a suíte do casal com um terraço nos fundos no pavimento superior, além de dois dormitórios simples servidos por um banheiro social e uma sala de som e TV que pudesse ser também um ambiente com vista para as salas de estar e jantar no pavimento térreo, devidamente integradas com a cozinha e a varanda gourmet, servida por outro banheiro.

O pavimento térreo seria completado pela lavanderia e despensa perto da cozinha, além de um lavabo e um pequeno escritório próximo do vestíbulo junto à porta social, que no projeto foi posicionada ao lado da garagem coberta para dois carros.

Após vários estudos, a versão definitiva do projeto ficou com 215 m² de área a ser construída numa estética moderna com algumas referências tradicionais. Considerando que o pavimento térreo teria apenas 137 m² num terreno de 390 m², a área livre teria aproximadamente 253 m² com grandes possibilidades para o desenvolvimento do paisagismo.

Nosso escritório acompanhou a obra do início até o final, através de fotografias realizadas em cada etapa, como na abertura das valas do alicerce com a montagem do gabarito para demarcação das estacas das fundações.
Nosso escritório acompanhou a obra do início até o final, através de fotografias realizadas em cada etapa, como na abertura das valas do alicerce com a montagem do gabarito para demarcação das estacas das fundações.

Como algumas paredes seriam de tijolinhos comuns aparentes, as instalações elétricas seguiram juntas com o assentamento da alvenaria, para evitar cortes comprometedores da estética das empenas.
Como algumas paredes seriam de tijolinhos comuns aparentes, as instalações elétricas seguiram juntas com o assentamento da alvenaria, para evitar cortes comprometedores da estética das empenas.

O escritório no pavimento térreo após, conclusão da obra, mostra a parede de tijolinhos aparentes que não são meros revestimentos e salientam as partes estruturais da edificação, como pilar e viga de concreto armado *.
O escritório no pavimento térreo, após conclusão da obra, mostra a parede de tijolinhos aparentes que não são meros revestimentos e salientam as partes estruturais da edificação, como pilar e viga de concreto armado *.

As vigas de concreto aparente sobre as paredes de tijolinhos comuns receberam formas de madeira compensada, mais lisas que as formas convencionais, permitindo um acabamento mais homogêneo a partir do uso de vibradores na fase de concretagem.
As vigas de concreto aparente sobre as paredes de tijolinhos comuns receberam formas de madeira compensada, mais lisas que as formas convencionais, permitindo um acabamento mais homogêneo a partir do uso de vibradores na fase de concretagem.

Todos os painéis de lajes deste sobrado foram compostos por vigotas de concreto protendido e lajotas de poliestireno (isopor), oferecendo uma combinação de segurança e leveza para grandes superfícies estruturais do conjunto.
Todos os painéis de lajes deste sobrado foram compostos por vigotas de concreto protendido e lajotas de poliestireno (isopor), oferecendo uma combinação de segurança e leveza para grandes superfícies estruturais do conjunto.

Financiamento e construtora

Como a construção da casa seria parcialmente financiada pela Caixa Econômica Federal, comunicamos aos contratantes que nosso trabalho seria restrito ao desenvolvimento de projeto e acompanhamento da obra, dado que não tínhamos, na ocasião, agenda para assumir a administração dos serviços para poder assinar o Registro de Responsabilidade Técnica pela execução da obra. Esta é uma questão importante que já discutimos anteriormente, aqui mesmo neste site.

Recomendamos que o casal contratasse uma construtora formalmente constituída para fazer a construção do imóvel, dado que a impossibilidade de visitas frequentes na obra, por parte deles, impediria a eficácia da contratação de um empreiteiro que respondesse apenas pelo fornecimento de mão de obra.

A empresa escolhida foi a Pauliobras, com longa tradição na cidade de Paulínia e região, sob o comando técnico do Engenheiro Civil Oraci Fernandes. A Pauliobras conta com funcionários experientes, treinados e devidamente registrados, sendo capazes de executar as minúcias dos acabamentos especificados nos projetos.

Uma das vantagens de contratar uma construtora para realizar a construção de uma residência com financiamento, é que a equipe gerenciada de perto por um engenheiro habituado com canteiros de obras, está mais preparada para seguir a planilha orçamentária e o cronograma físico e financeiro das diversas etapas previstas em projeto, oferecendo maior tranquilidade para os contratantes que recebem o capital do banco conforme o correto andamento dos trabalhos.

A escada que liga a sala de estar ao mezanino da casa com pé-direito duplo foi concebida com estrutura metálica para receber placas de madeira, proporcionando um perfil aparente e integrado com as grandes janelas para um jardim lateral.
A escada que liga a sala de estar ao mezanino da casa com pé-direito duplo foi concebida com estrutura metálica para receber placas de madeira, proporcionando um perfil aparente e integrado com as grandes janelas para um jardim lateral.

Efeitos luminosos enriquecem o visual da sala de estar e jantar quando vistas a partir de um jardim externo em períodos noturnos *.
Efeitos luminosos enriquecem o visual da sala de estar e jantar quando vistas a partir de um jardim externo em períodos noturnos *.

A varanda gourmet e a cozinha do sobrado em fase de acabamento, salientando a integração entre os ambientes compostos por forno de pizza, churrasqueira e cooktop (fogão de ilha) com o devido equipamento de exaustão.
A varanda gourmet e a cozinha do sobrado em fase de acabamento, salientando a integração entre os ambientes compostos por forno de pizza, churrasqueira e cooktop (fogão de ilha) com o devido equipamento de exaustão.

A cozinha, bem como todo o conjunto da casa, recebeu o toque personalizado do casal que encomendou o projeto, municiado por extensas referências de arquitetura de interiores e decoração *.
A cozinha, bem como todo o conjunto da casa, recebeu o toque personalizado do casal que encomendou o projeto, municiado por extensas referências de arquitetura de interiores e decoração *.

A responsabilidade com questões ambientais também se fez presente neste projeto, com a adoção de uma cisterna para coleta e aproveitamento das águas das chuvas, disposta sob o jardim frontal da casa.
A responsabilidade com questões ambientais também se fez presente neste projeto, com a adoção de uma cisterna para coleta e aproveitamento das águas das chuvas, disposta sob o jardim frontal da casa.

A porta social tem desenho de linhas mais clássicas, em contraste com as linhas mais contemporâneas do restante da fachada, igualmente agraciada com efeitos luminosos que se destacam quando o sol se põe *.
A porta social tem desenho de linhas mais clássicas, em contraste com as linhas mais contemporâneas do restante da fachada, igualmente agraciada com efeitos luminosos que se destacam quando o sol se põe *.

Averbação econômica

Terminada a construção da residência, nosso escritório prestou assessoria para liberação do Habite-se na Prefeitura de Paulínia, obtenção da CND do INSS - Certidão Negativa de Débitos do Instituto Nacional de Seguridade Social - na Receita Federal, e averbação da construção na escritura do lote em cartório habilitado, respeitando, aliás, uma das inúmeras condições impostas pela agência de financiamento.

Como a construtora havia recolhido corretamente todas as notas fiscais relativas a sua prestação de serviço, nós pleiteamos a isenção total do ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - para liberação do Habite-se na Prefeitura de Paulínia, bem como isenção total de taxas para retirar a CND do INSS na Receita Federal. Fomos bem sucedidos nos dois casos e, com isso, economizamos para os nossos contratantes o valor equivalente a um carro popular seminovo.

Findo os compromissos, resta a satisfação de ter cooperado num trabalho de equipe que envolveu inúmeros colaboradores, aos quais registramos sempre o nosso agradecimento.

Serviço:

Pauliobras Construções e Comércio Ltda. 
Eng. Oraci Donizeti Massola Fernandes
Fone: 19 3874-1328 - Celular: 19 98109-5758.
Endereço: Rua Jásper Bresler, 210 - Bela Vista, Paulínia - SP, CEP 13.145-032
pauliobras@uol.com.br

* Fotografias gentilmente cedidas por Thiago Pinto.

Anterior - Próximo (breve em JeanTosetto.com)


Veja também: