Perfil

Por Gisele Tosetto*

Meu irmão, antes de ser um arquiteto profissional, é um entusiasta das construções e formas inusitadas. Num almoço de domingo com familiares e amigos por exemplo, é capaz de falar de uma solução adotada num projeto, com a mesma empolgação que a maioria tem ao comentar a última vitória de seu time de futebol.

Quando viajamos juntos, a prioridade de suas fotos sempre é alguma edificação ou monumento, e o comentário a respeito é imediato – chegando certas vezes a dispensar o guia turístico... Se a referência sobre a obra é pouca, então ele anota num caderninho para depois procurar maiores detalhes.

Lembro-me dele nos tempos de faculdade, trabalhando à noite com os colegas, fazendo maquetes ou passando desenhos a limpo, e me perguntava de onde vinha tanta disposição. Disposição para discutir também... questões teóricas e que, para nós leigos, não teria nenhuma importância, mas que para eles eram cruciais.

Ter se formado no final de 98 não mudou seu comportamento, o Jean que adora carros antigos e discos dos Beatles, está apenas mais responsável e maduro. E menos relutante quanto as facilidades que a informática oferece ao seu ofício. O fato de desenhar a mão livre desde pequeno, o fez preservar o hábito de esquadrinhar perspectivas a grafite.

Quem mais o incentivou a usar programas de CAD, ainda em 1996 (quando a Pucc não oferecia a matéria em sua grade curricular), foi nosso pai Aníbal, que o matriculou num curso intensivo do Senai de Campinas, direcionado à engenheiros mecânicos. Hoje, meu irmão trabalha apenas com programas registrados, e tem isso como uma de suas premissas.

Para se relacionar com ele não há segredos: solícito e atencioso, ele costuma fazer de tudo para agradar as pessoas, atende a telefonemas em qualquer horário, e é difícil vê-lo dizer “não” (e pode apostar que ele o faz de alma aberta). Sou suspeita neste assunto, mas tenho a impressão que é assim que podemos tirar proveito dele!

* Gisele Tosetto é Doutora em Engenheira Industrial Química pela Unicamp.
Atualmente trabalha com pesquisas no campo da fermentação alcoólica, em laboratório multi-nacional.

Veja também:
Dez anos de paixão por um ofício
XV anos de Arquitetura

Projetos

7 comentários:

  1. Arquitetos bons costumasm ser assim:Entusiastas,criativos e passionais.Parabéns.

    Angela Scorza-Arquiteta-Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  2. o que eu estava procurando, obrigado

    ResponderExcluir
  3. Olá, como faço para entrar em contato com o Jean... Preciso de um projeto para uma ag de correios que terei que inaugurar ate Agosto...
    Obrigada! bjos


    Milene

    ResponderExcluir
  4. Olá Milene,

    Já tentou a seção "Contato" deste site?

    Grato

    ResponderExcluir
  5. Em poucas palavras percebe-se o quanto o Jean é verdadeiro!!! Valeu muito o nosso contato no evento do IAB-Campinas. Vou divulgar para meus amigos e amigas o seu texto e o conteúdo do site.
    marialicefpedroso - arquiteta, urbsnista e historiadora da arte.

    ResponderExcluir
  6. Jussara Ferreira05/05/2016 11:23

    Que sorte a minha pesquisar no google sobre arquitetura e cair na sua página! Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo em MG pela Universidade de Itaúna.. Assim como muitos alunos eu tenho minhas pedras no caminho da graduação, já tranquei 2 vezes por falta de dinheiro... Ao ler sobre Você, meu dia ganhou mais cores e minhas aulas serão com ainda mais entusiasmo daqui em diante. Amo a arquitetura! É o meu sonho e vou conseguir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Jussara Ferreira, a sorte também é minha de poder ler palavras de incentivo como as suas. O entusiasmo por algo funciona também na base da troca de energia positiva que as mensagens carregam. Estou na torcida pelo seu sucesso. Grato!

      Excluir